Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.mctic.gov.br/jspui/handle/mctic/3426
metadata.producao.dc.title: Dinâmica operacional e sustentabilidade econômica de empreendimentos agroindustriais de pequeno porte
metadata.producao.dc.contributor.author: Fernandes, Aline Regina
metadata.producao.dc.contributor.advisor: Silva, Carlos Arthur Barbosa da
metadata.producao.dc.date.issued: 23-Apr-2004
metadata.producao.dc.type: Tese
metadata.producao.dc.description.resumo: As agroindústrias de pequeno porte tem sido promovidas como uma opção viável para agricultores familiares ameçados de exclusão dos mercados atuais como conseqüencia da globalização. A agroindustrialização possibilita a agregação de valor ao produto primário, gerando e aumentando receitas para os pequenos produtores. O governo brasileiro tem consciência de que é dever das políticas públicas estimular agroindústrias de pequena escala como pode ser observado no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar. No entanto, a experiência tem mostrado a fragilidade destas pequenas empresas face a um ambiente extremamente competitivo num economia aberta. As dificuldades enfrentadas por estes negócios são de diferentes naturezas: tecnológica, institucional e gerencial. A inspeção sanitária é somente uma entre outras limitações do ambiente institucional devido às pesadas exigências em termos de estrutura física. e os procedimentos de registro que constituem uma séria barreira para a formalização de agroindústrias de pequena escala. Em suma, existe uma série de considerações a serem feitas para se avaliar os fatores críticos de sucesso para a sustentabillidade econômica destes empreendimentos. Os objetivos desta pesquisa foi examinar as questões de sustentabilidade financeira sob uma abordagem sistêmica, no sentido de promover uma taxa maior de sobrevivência de agroindústrias beneficiadas por programas promotores de agroindústrias. Como abordagem metodológica, foram usados conceitos e procedimentos da área de dinâmica de sistemas (SD) originalmente desenvolvida no MIT nos anos 50’s. Esta metodologia implica num enfoque multidisciplinar na compreensão e modelagem da estrutura do sistema e sua dinâmica, permitindo a análise de políticas e estratégias que impactam sua performance. A clássica conceitualização de sistema agroindustrial foi utilizada considerando os sub- sistemas de fornecimento, processamento e distribuição e suas relações com o ambiente institucional e competitivo. Uma ampla análise de um seleto grupo de programas destinados à promoção de agroindústrias de pequena escala no Brasil foi feita para elaborar diagramas de influência. Onze programas foram identificados, e dentre estes cinco eram estaduais ou distrital, e seis municipais ou regionais. Uma rapid appraisal foi conduzida através de entrevistas semi- estruturadas com pequenos agricultores de 35 agroindústrias promovidas por estes programas. Também foram entrevistados 27 especialistas, executivos, políticos e técnicos de ONGs envolvidos na promoção de agroindústrias. Estes procedimentos permitiram capturar o modelo mental relevante trazendo à tona a diversidade de ambientes institucionais em torno de cada caso particular, demonstrando como estas experiências de promoção agroindustrial no Brasil estão sendo reproduzidas em várias regiões. Uma extensa descrição e discussão sobre estes programas e seus recursos foi feita no intuito de auxiliar formuladores de políticas no estabelecimento de novas intervenções governamentais. A construção de um modelo de Simulação Dinâmica de Sistema (SD) com o software “POWERSIM” permitiu considerar a iteração entre as variáveis identificadas e o ambiente competitivo. Especial consideração foi dada aos mecanismos de retroalimentação de informação (feedback) e defasagens de tempo (delays) como resultados de ações políticas e suas relações com os sistemas de fornecimento e de distribuição. Também foram examinados os mecanismos relacionados com operações internas (escolhas tecnológicas, procedimentos operacionais, etc.). O modelo foi baseado em sub-sistemas os quais foram construídos independentemente para investigar os gargalos como “custo de qualidade”, “diversificação da produção” e “influência do Sistema Voizin” (uma técnica de produção orgânica) dentre outros. O modelo foi utilizado para simular o comportamento de três unidades agroindustriais em cenários alternativos, revelando muitos insights sobre a sustentabilidade de cada um dos empreendimentos de pequeno porte selecionados e provando ser uma ferramenta potencial para formuladores de políticas na elaboração de estratégias e programas nesta área de atividades.
metadata.producao.dc.description.abstract: Rural Non Farm Employment (RNFE) has been promoted as a possible option for family farmers threatened to be excluded from current markets as a consequence of globalization. Indeed, agrioindustrialization can be seen as a way to aggregate value to a primary product, generating increased revenues to small farmers. The Brazilian government realized that there is a role for economic policies in stimulating small-scale agro-industries and these concerns can be noticed in programs such as PRONAF (National Program for Family Agriculture). However, experience has shown the fragility of these small firms in face of an extremely competitive environment in an open economy. The difficulties faced by these businesses are of different natures: technological, institutional and managerial. The conventional sanitary legislation is only one between others limitations of the institutional environment, because of its strict requirements in terms of physical structure. The organizational model of inspection services and the registration procedures constitute a serious barrier to the formalization of small-scale agroindustries. In short, there is a series of considerations to be made in order to assess more precisely the critical success factors for the economic sustainability of small-scale agro-industrial firms. The objectives of this study was to examine the issue of financial sustainability of small scale agroindustry under a system approach, in order to promote more a successful survival rate for the programs designed to promote these enterprises. As a methodological approach, concepts and procedures from the area of system dynamics (SD) originally developed at MIT in the 50’s were used. This means following a multidisciplinary focus in order to understand and model the structure of a system and its dynamics, allowing the analysis of policies and strategies that impact its performance. A classical agroindustrial system conceptualization was followed, considering the sub-systems of supply, processing and distribution and their relation to the competitive and institutional environment. A broad analysis of selected programs designed to promote small-scale agro-industries in Brazil was made in order to draw the influence diagrams. Eleven programs were identified and between them 5 were state or district sponsored, and 6 were municipal or regional. A rapid appraisal was conducted, applying structured interviews to small farm owners of 35 food plants promoted in those programs. Additionally, 27 specialists, even as executives, policy makers and NGO staff engaged in RNFE promotion were also interviewed. These procedures allowed capturing the relevant “mental models”. It also brought out the diversity of the institutional environment around each particular case, showing how the conceptual model of RNFE experienced in Brazil is being reproduced in many regions. One extensive description and discussion about these programs and their funding was done, in order to convey information for policy makers, and also encouraging new interventions. A System Dynamic Simulation was built with the “POWERSIM” software. This allowed taking under consideration the interaction between the identified variables and the competitive environment. Especial consideration was given to the mechanisms of feedback and delay (time gaps) as results of policy actions and this relation with the supply and distributive systems. Also examined were the mechanisms related to internal operations (technological choices; operational procedures etc.). The model was based in sub-systems and they were built independently to investigate bottlenecks as “cost of quality”, “diversification”, “influence of “Voizin” system (an organic production technique)” and so on. The model was used to simulate the behavior of 3 agroindustries firms under alternative policies. This procedure followed allowed insights about the sustainability of each selected small-scale agroindustry and proved to be a potential tool for decision makers when formulating new strategies and program in this area of activities.
metadata.producao.dc.language: pt_BR
metadata.producao.dc.publisher: Universidade Federal de Viçosa
metadata.producao.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos
metadata.producao.dc.subject: Assunto::Agroindústria
Assunto::Tecnologia de alimentos
Assunto::Sustentabilidade
metadata.producao.dc.rights.access: Acesso Aberto
metadata.producao.dc.rights.license: Esta licença permite que outros remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho para fins não comerciais, e embora os novos trabalhos tenham de lhe atribuir o devido crédito e não possam ser usados para fins comerciais, os usuários não têm de licenciar esses trabalhos derivados sob os mesmos termos. Fonte: https://br.creativecommons.org/licencas/
metadata.producao.dc.identifier.uri: https://repositorio.mctic.gov.br/jspui/handle/mctic/3426
Appears in Collections:Produção científica dos servidores

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2004_aline_fernandes_tese.pdf2.39 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.